pub

Outubro é o mês rosa. Neste sentido, ‘Laços que nos unem’ conta a história de três mulheres: Albertina Rodrigues e Carla Silva, que lutaram contra um cancro da mama, e de Maria Clara Nunes, que ainda está a lutar contra ele.

Não são casos isolados. Por dia, são diagnosticados 11 casos de cancro da mama e quatro mulheres morrem desta doença.

Nesta reportagem, a Coordenadora de Oncologia do Hospital CUF Coimbra e CUF Viseu, Dr. Helena Gervásio, explica em que consiste o cancro da mama, quais os principais sintomas, quais os tratamentos que se podem fazer, como é feito o controlo clínico e entre outras questões.

Porém, esta é uma doença que atinge tanto homens como mulheres. De acordo com a secretária-geral da Direção do Núcleo do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Dr. Natália Amaral, por cada 100 mulheres há um homem com cancro da mama.

A antiga ginecologista dos CHUC fala, ainda, da importância dos rastreios, que agora são feitos a mulheres entre os 50 e os 69 anos. De acordo com a mesma, um diagnóstico precoce pode alterar os números de casos de cancro, que, atualmente são de 6 mil novos casos, por ano.

Carla Silva além de ter sido doente oncológica, é também voluntária no Movimento ‘Vencer e Viver’ da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Explica o que é ser voluntária e qual o papel que desempenha. Além disso, conta que o Movimento ‘Vencer e Viver’ tem locais físicos para poder ajudar os doentes oncológicos.

Oiça a entrevista na íntegra:

pub