pub

48 horas após ser anunciada a sua criação, a Superliga está em suspenso depois da saída, anunciada ontem, dos seis clubes ingleses fundadores, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Man. United e Tottenham, numa operação que a imprensa internacional apelida de “Brexit”.

Esta quarta, foi a vez de Inter de Milão, da Itália, e Atlético de Madrid, da Espanha, abandonarem o projeto.

Com estas saídas, sobraram apenas Barcelona, Real Madrid, Juventus e Milan, embora o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, tenha admitido que o projeto da Superliga não deve prosseguir. 

pub