pub

O fadista Carlos do Carmo faleceu esta sexta-feira ao fim de 81 anos de vida e mais de 50 de palco.

Nascido em Lisboa, a 21 de dezembro de 1939, Carlos do Carmo era filho da fadista Lucília do Carmo e do livreiro Alfredo Almeida, proprietários da casa de fados “O Faia”, onde começou a cantar, até iniciar a carreira artística, em 1964. Célebre por canções como “Bairro Alto”, “Fado Penélope”, “Os Putos”, “Um Homem na Cidade”, “Uma Flor de Verde Pinho”, “Canoas do Tejo” e “Lisboa, Menina e Moça”, venceu o Grammy Latino de Carreira, em 2014, tendo passado pelos principais palcos mundiais, do Olympia, em Paris, à Ópera de Frankfurt, do Canecão, no Rio de Janeiro, ao Royal Albert Hall, em Londres.

Despediu-se dos palcos no passado dia 9 de novembro de 2019, com um concerto no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

pub