pub
O presidente executivo dos CTT afirmou, em declarações à Lusa, que o resultado no primeiro trimestre prova que os Correios de Portugal “têm um caminho de crescimento à sua frente”, mesmo com o correio em declínio.
O lucro dos CTT mais que duplicou no primeiro trimestre, face a igual período de 2020, para 8,7 milhões de euros, tendo as receitas subido 14,1% para 205,3 milhões de euros. O crescimento no trimestre, assenta essencialmente na área de expresso e encomendas e “com o Banco CTT a contribuir também”, embora “menos do que contribuiria se não houvesse confinamento”.
No trimestre em análise, os rendimentos de expresso e encomendas atingiram um recorde de 63,4 milhões de euros, o que representou uma subida homóloga de 70,1% e os do Banco CTT cresceram 8,7% para 21,2 milhões de euros, os quais “mais do que compensaram o decréscimo dos rendimentos no correio e outros (-1,4%) e nos serviços financeiros e retalho (-6,7%)”

A quota de mercado em Espanha, onde os CTT duplicaram as encomendas face ao trimestre homólogo, ao contrário de Portugal – onde esta é importante – ainda é “pequena”.

Quer Portugal como Espanha “são mercados convergentes no que diz respeito à adoção do comércio eletrónico” e há “uma tendência natural de desenvolvimento da economia que nos ajuda nesse sentido”, acrescentou João Bento.

pub