pub

As câmaras de vídeo nas fardas de polícias podem vir a ser implementadas em Portugal, à semelhança do que já acontece em países como os Estados Unidos, Irlanda ou Espanha.

A medida, que consta da proposta do Plano Nacional de Combate ao Racismo e à Discriminação, em consulta pública até à próxima segunda-feira, pode revelar-se positiva, como referiu, à Antena 1, o Superintendente Luís Elias, diretor do Departamento de Operações da PSP:

No entanto, esta medida carece, para já, de enquadramento legal.

Também ouvida pela rádio pública, a presidente da Comissão Nacional de Proteção de Dados, Filipa Galvão, diz que pode estar em causa a privacidade dos cidadãos, defendendo uma regulamentação criteriosa, para garantir os direitos de todas as pessoas envolvidas:

Refira-se que, até ao momento, a Comissão ainda não foi ouvida sobre este assunto, não tendo, por isso, emitido qualquer parecer sobre a matéria.

pub