pub

O Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores vai ser alargado, passando a incluir situações com quebras de rendimento registadas no primeiro trimestre deste ano, anunciou esta terça-feira a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social:

Ana Mendes Godinho que falava numa audição conjunta com o ministro da economia revelou que a Segurança Social recebeu 60 mil pedidos para o Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores (AERT), 39 mil dos quais foram aprovados e 21 mil estão ainda em análise.

A ministra indicou ainda que um em cada dois trabalhadores independentes foi abrangido pelas medidas extraordinárias criadas pelo Governo:

A responsável deixou ainda críticas ao anterior Governo do PSD/CDS, referindo que a taxa de desemprego durante a troika era muito mais elevada que a atual:

Ana Mendes Godinho esteve esta terça-feira de manhã no Parlamento, numa audição conjunta com o ministro da Economia sobre apoios económicos e sociais.

pub