pub

A Assembleia da República vai repetir o modelo restritivo de presenças na sessão solene comemorativa do 25 de Abril.

O anúncio partiu da porta-voz da Conferência de Lideres Parlamentares, Maria da Luz Rosinha:

Para lá desta sessão restrita no Parlamento, a data pode voltar também a ser assinalada na Avenida da Liberdade, depois do interregno do ano passado.

O coronel Vasco Lourenço, da comissão organizadora, disse, à RTP, que a decisão de avançar com um desfile foi já tomada, embora aguarde uma resposta das autoridades competentes:

De forma a evitar aglomerações de pessoas, este “Capitão de Abril” deixa um pedido aos portugueses:

25 de abril pode voltar a ser assinalado com um desfile na Avenida da Liberdade, em Lisboa. Na Assembleia da República mantêm-se as restrições do ano passado. Na sala das sessões plenárias deverão estar menos de cem pessoas, com o número de convidados institucionais reduzido ao mínimo.

Desta vez toda a gente é obrigada a usar máscara. Recorde-se que, em 2020, estiveram presentes 46 dos 230 deputados, 4 membros do Governo, o Presidente da República e menos de duas dezenas de convidados.

pub