pub

A vacinação anti-covid-19 arrancou, esta terça-feira, no Lar de Idosos da ADIP e na Unidade de Cuidados Continuados da Irmandade de N. Sra. das Necessidades, em Vila Nova de Poiares, Coimbra.

O processo deveria incluir também o Lar de Idosos da Misericórdia, o que não acontece, devido ao surto detetado no final da semana passada.

Em entrevista à MundialFM, o provedor da instituição, Manuel Lobo, fala de um misto de alegria e tristeza e deixa uma mensagem às famílias dos utentes infetados com o novo coronavírus:

De acordo com o responsável, esta terça-feira serão vacinadas 110 pessoas, entre utentes e funcionários da referida unidade.

Também ouvido pela Mundial, o presidente da Câmara de Poiares, João Miguel Henriques vê o início da vacinação como uma esperança em dias melhores:

O autarca fez também um ponto de situação:

De referir que, já depois desta entrevista foram divulgados os últimos números da situação no concelho. Assim, de acordo com a página da Presidência da Câmara na internet, há, neste momento, 180 casos ativos, 155 recuperados e 3 vítimas mortais a lamentar.

Sobre o Feriado Municipal, que se assinala esta quarta-feira, mas sem programa comemorativo, cancelado devido à pandemia, João Henriques deixou uma mensagem aos poiarenses:

A mensagem do presidente da Câmara de VN Poiares, na véspera do Feriado Municipal, que se assinala amanhã, celebrando os 123 anos da restauração definitiva do concelho. Este ano não haverá programa comemorativo, devido à situação pandémica que se vive neste município do distrito de Coimbra.

Outro dos concelhos em risco extremamente elevado é Oliveira do Hospital. A MundialFM ouviu o presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, que também fez o ponto de situação:

Sobre uma eventual cerca sanitária, o autarca oliveirense diz que todos os cenários são possíveis:

Na Lousã, a situação é, para já, mais calma. O concelho mantém o risco elevado, mas a tendência é para um aumento de casos. O presidente da Câmara deixa um apelo à população:

Em relação a eventuais medidas para fazer face a esta fase da pandemia, Luís Antunes vai aguardar pela decisão do Governo:

É este, para já, o ponto de situação nos concelhos de VN Poiares, Oliveira do Hospital e Lousã. A MundialFM vai continuar a acompanhar o evoluir da pandemia na região. De referir que pode ouvir estas entrevistas, na íntegra, em mundialfm.sapo.pt.

pub